A Guarnição do GOE,da Guarda Municipal do município de São Miguel dos Campos apreende menor que ‘achou revólver embaixo de ponte’

 

 

Dupla foi detida após ameaçar diretor do terminal rodoviário



Por Alagoasweb com informação da Associação dos Guardas Municipais de São Miguel dos Campos AGM-SMC

Menor sofreu um atentado a bala e foi atingido na mão e na abdomen
Dois menores foram apreendidos na tarde desta segunda-feira (28) por homens da Guarda Civil Municipal de São Miguel dos Campos, logo após ameaçar o diretor do terminal rodoviário da cidade.

De acordo com José Cícero da Silva, o Pelé, diretor do terminal, a dupla circulava em atitude suspeita pelo local. “Logo que percebi acionei a guarda pedindo que eles fossem revistados”, relatou o diretor a reportagem do Alagoasweb.

Ao serem abordados, com os menores a GM miguelense encontrou um revolver calibre 22, sem munições, “é provável que eles tenham se desvencilhado das munições logo que perceberam nossa chegada”, supôs o diretor da GM.( Sec. Municipal de Segurança  Sargento Moacyr Carlos,Guarnição Inspetor Guilherme Ramos, Subinspetor Paulo Horácio, Patrulheiros Carlos Gomes, Diogo Wallisson, Geraldo Limeira,  George Militão, João Paulo, Jivanildo Branão, Marcelo Barros, Roberto Noberto e Wellington Primo. 

Após levantamento, a reportagem do Alagoasweb descobriu que um dos menores, E.M.S., 16 anos, vulgo ‘Biuzinho’, já tem passagem pela polícia e recentemente foi alvo de um atentado a bala na cidade de Campo Alegre e ainda apresenta seqüelas dos tiros, que o atingiram na mão e abdômen.

O segundo acusado, R.E.S.S., 13, também já foi preso por receptação de produto roubado, segundo suas declarações à Guarda. “Era uma moto, mas não fui eu que roubei, estava andando com um amigo e nem sabia que era roubada”, confessou.

Já ‘Biuzinho’ disse à reportagem que a arma ele encontrou hoje pela manhã, quando fazia necessidades fisiológicas embaixo de uma ponte, no acesso a cidade de São Miguel dos Campos. “Tava assim perto de mim, meio enterrada na areia”, disse.

Horas antes
A reportagem também descobriu que horas antes de chegar ao terminal rodoviário, a dupla esteve no hospital da cidade, onde enganou funcionários após comprarem remédios para o tratamento de E.M.S., que está com uma bala alojada no abdômen. “Eles saíram sem pagar, dizendo que uma irmã do doente estava chegando para pagar”, contou um funcionário do hospital.

A dupla foi encaminhada a 6ª DRP, onde serão feitos os procedimentos e devem ser liberados com a chegada dos pais ou responsáveis, conforme determina a Lei.
 Alagoasweb


Compartilhe
Notícias Anterior
Próxima Notícias