16 Anos de Guarda Civil Municipal de SMC


Parabéns Guardas Municipais de São Miguel dos Campos
16 anos de existência  
A Associação dos Guardas Municipais  de São Miguel dos Campos / AGM-SMC, através de sua diretoria,parabeniza os 16 anos de criação da Guarda Civil Municipal, Lei Nº 1020 de 20 de março de 1997.

Atualmente, a GCMSMC conta com 271 guardas, sendo 249 homens e 22 mulheres. Possui 03 viaturas, 03 motos, armas para proteção nenhuma, 12 rádio comunicação e coletes balísticos individuais nenhum.

Hoje a guarda realiza serviços de ronda nos prédios públicos, segurança no  Complexo Administrativo, ronda escolar nos ônibus, ronda rural e apoia todas as secretarias da prefeitura quando solicitado. A GCMSMC  também presta atendimento aos munícipes e atua na prevenção da segurança pública da cidade , contribuindo no trabalho de parceria entre as policias Militar e Civil..

O Presidente da AGM-SMC, Wellington Jorge de Oliveira, em suas observações, comenta com alguns vereadores que a GCM  tem feito um excelente trabalho para a segurança da população. "A gente anda pela cidade e ouve as pessoas dizerem que a guarda está de parabéns. A credibilidade dos guardas perante os munícipes confirma a qualidade do nosso trabalho. Quero parabenizar toda corporação pela dedicação e empenho no trabalho", Esperamos contar com mais apoio de nossa diretora e do prefeito George Clemente, esperamos também que o  orçamento  deste ano de 2013 venha  prever uma verba para aquisição de sede própria, coletes balísticos e o tão sonhado Curso de Formação para ter um garantidor da ordem publica com um trabalho de qualidade e um profissional capacitado,só assim  teremos uma  melhor infraestrutura para a GCM. "A nossa Guarda Municipal está cumprindo um papel muito importante para a segurança da cidade. Além de cuidar do patrimônio público, os guardas fazem um excelente trabalho de segurança. Em nome da população de São Miguel dos Campos, tenho muita honra de apoiar e parabenizar a GCM pelo seu aniversário" finaliza o representante da categoria da Guarda Civil Municipal.

·         Símbolos e Hino

·         Leis e Decretos

·         Arquivo de Notícias
Não se deixe Soterrar

Conta-se que um fazendeiro, que lutava com muitas dificuldades, possuía alguns cavalos para ajudar no trabalho de sua fazenda.

Um dia, o capataz lhe trouxe a notícia que um de seus cavalos havia caído num velho poço abandonado.


O buraco era muito fundo e seria difícil tirar o animal de lá. O fazendeiro avaliou a situação e certificou-se de que o cavalo estava vivo. Mas pela dificuldade e o alto custo para retirá-lo do fundo do poço, decidiu que não valia a pena investir no resgate.

Chamou o capataz e ordenou que sacrificasse o animal soterrando-o ali mesmo. O capataz chamou alguns empregados e orientou-os para que jogassem terra sobre o cavalo até que o encobrissem totalmente e o poço não oferecesse mais perigo aos outros animais.

No entanto, na medida em que a terra caía sobre seu dorso, o cavalo se sacudia e a derrubava no chão e ia pisando sobre ela.

Logo os homens perceberam que o animal não se deixava soterrar, mas, ao contrário, estava subindo à medida que a terra caía, até que , finalmente, conseguiu sair...".

Muitas vezes nós nos sentimos como se estivéssemos no fundo do poço e, de quebra, ainda temos a impressão de que estão tentando nos soterrar para sempre. É como se o mundo jogasse sobre nós a terra da incompreensão, da falta de oportunidade, da desvalorização, do desprezo e da indiferença. Nesses momentos difíceis, é importante que lembremos da lição profunda da história do cavalo e façamos a nossa parte para sair da dificuldade.

Afinal, se permitimos chegar ao fundo do poço, só nos restam duas opções:

Ou nos servimos dele como ponto de apoio para o impulso que nos levará ao topo; - Ou nos deixamos ficar ali até que a morte nos encontre. É importante que, se estamos nos sentindo soterrar, sacudamos a terra e a aproveitemos para subir.
Ademais, em todas as situações difíceis que enfrentamos na vida, temos o apoio incondicional de Deus, do qual podemos nos aproximar através da oração.


Compartilhe
Notícias Anterior
Próxima Notícias